Curso Técnico: Prêmio Theoprax revela qualidade e caráter inovador dos estudantes do SENAI-BA

Projetos de baixo custo e grande impacto industrial ou social, feitos pelos alunos dos cursos técnicos do SENAI-BA, receberam, nesta quinta-feira (30), seu reconhecimento no Prêmio TheoPrax 2017. Entre os 20 concorrentes, provenientes de todas as unidades da instituição no estado, ficaram com os três lugares do “pódio” um gerador de energia a partir de exaustor eólico, a melhoria do processo de extração de óleo de algodão e a automação de um cômodo por comando de voz para dar mais autonomia a uma pessoa com tetraplegia.

Os projetos são o resultado da metodologia alemã TheoPrax, adotada pelo SENAI Bahia há 11 anos. Pelo método, que alia teoria e prática e é aplicado para todos os estudantes dos cursos técnicos do SENAI Bahia, o aluno precisa desenvolver soluções criativas para produtos ou processos da indústria. Com isso, ele aprende a desenvolver projetos, de forma estruturada, no mundo real. ”Hoje, nenhum aluno do SENAI conclui o curso técnico sem passar pelo TheoPrax”, explica o diretor do SENAI Bahia, Luis Breda Mascarenhas.

O evento de premiação, que aconteceu SENAI Dendezeiros, este ano contou com a participação ilustre dos criadores da metodologia TheoPrax, os representantes do Instituto Fraunhofer, Peter Eyerer e Doerthe Krause. “Para nós, é fantástico ver como Theoprax se desenvolveu na Bahia e, agora, começa a ser disseminado em outras partes do Brasil. É um exemplo para a Alemanha”, disse Peter Eyerer.

Os elogios do “pai” e da “mãe” do método não são apenas “confete” dos convidados da festa. No dia 23 de novembro, o coordenador do TheoPrax no SENAI-BA, Augusto Araújo, e a técnica em Automação Industrial, Joilma Batista, formada no SENAI Cetind, em Lauro de Freitas, estiveram na sede do Instituto Frauhofer de Química (Fraunhofer ICT), na Alemanha, para receber o Prêmio TheoPrax Internacional 2017, um feito inédito no Brasil, com o projeto Medição Assertiva da Vazão do Processo do Refino Eletrolítico do Cobre, para a empresa Paranapanema S.A.. “Foi muito importante para nós, é o indicativo de que estamos no caminho certo” diz Araújo.

Vencedores - “Como o nível de todos os projetos finalistas é alto, a disputa é acirrada, fica difícil escolher”, orgulha-se o diretor do SENAI Bahia, Luis Breda Mascarenhas. Os trabalhos apresentados pelos estudantes, entre os quais uma tabela periódica interativa, uma mão mecânica feita em impressora 3D e uma máquina descascadora de amêndoa de cacau 60% mais barata do que as disponíveis no mercado, têm critérios exigentes de avaliação, que levam em consideração, por exemplo, seu caráter inovador e a viabilidade econômica.

“É o reconhecimento do trabalho dedicado, de professores e alunos, que se empenharam em fazer o melhor. É emocionante”, festejou Eligiane Figueiredo, gerente do SENAI Alagoinhas, unidade cujo projeto ficou em 1° lugar na competição.

Para o representante da equipe vencedora, o técnico em Mecânica Daniel Santos, 18, que já atua no mercado de trabalho, o projeto é um diferencial na sua formação. “Ter passado por todas as etapas deste trabalho, em contato direto com a indústria, me deu várias habilidades que me ajudam no meu trabalho atual”, relata.

Ex-aluno do curso técnico em Mecânica da casa, Lucas Assunção, 33, também passou pela elaboração do Theoprax na sua formação, concluída em 2013. Na época, ele e seus colegas desenvolveram um projeto para a Perbras e, nesta quinta-feira, ele voltou ao SENAI para contar sua trajetória aos estudantes. Atualmente, ele é supervisor da área de Sondas da empresa. “Os técnicos saem daqui capazes de atender as demandas da indústria”, explica.

Projetos vencedores:

1° lugar – Gerador de energia elétrica através de exaustor eólico para a empresa GreenTel. Desenvolvido por alunos do Curso Técnico em Mecânica/SENAI Alagoinhas.

2° lugar – Melhoria do processo de extração mecânica do óleo de algodão (MaxMaq) para a empresa Icofort. Desenvolvidos por alunos do Curso Técnico em Agroindústria /SENAI Luís Eduardo Magalhães.

3° lugar – Projeto de Automação por comando de voz (Ícaro). Desenvolvido por alunos do Curso Técnico em Eletrotécnica/SENAI Ilhéus. 


Projetos inovadores de estudantes do SENAI recebem prêmio

Uma fábrica de caixas de papelão de Feira de Santana tinha um problema para resolver: reduzir a carga de amido e equacionar os parâmetros físico-químicos da água utilizada na linha de produção do seu papelão ondulado. Entendeu a questão? Não? Pois os estudantes do Curso Técnico em Química do SENAI de Feira de Santana não tiveram dificuldade nenhuma. Entenderam o problema, desenvolveram uma solução e apresentaram para a empresa. Resultado: a fábrica adotou a ideia, começou a utilizar e terá, neste próximo ano, uma economia de cerca de 330 mil reais em produtos químicos.

Vencedores do Prêmio SENAI TheoPrax 2014 na modalidade cursos técnicos. À direita, Doerthe Krause, uma das criadoras da metodologia. Foto: Arquivo FIEB.

O projeto ficou em primeiro lugar no Prêmio SENAI TheoPrax 2014, entre os cursos técnicos, realizado no último dia 21, no SENAI Cimatec. Para Bruno Silva, um dos integrantes da equipe, “não haveria recompensa melhor que ver seu projeto aceito e, ainda por cima, conseguir este primeiro lugar no prêmio. Valeu a pena todo o esforço, todo o estudo empenhado na realização deste trabalho. Foram 10 meses de desenvolvimento. Valeu cada minuto”.
Metodologia de ensino de origem alemã adotada pelo SENAI Bahia, o TheoPrax incrementa a aprendizagem através do desenvolvimento de projetos reais, voltados para empresas. Seu funcionamento é simples: as empresas apresentam um problema real, da sua rotina, para uma equipe Theoprax resolver. Os estudantes desenvolvem um projeto com solução, recursos necessários, custos e prazos e se responsabilizam pela execução do mesmo.

A metodologia criada por Peter Eyerer e Doerthe Krause do Instituto Fraunhofer, da Alemanha, é aplicada no Brasil somente pelo SENAI Bahia. Os estudantes de todos os cursos técnicos e graduações fazem o Theoprax no último ano, sendo um semestre dedicado a análise do problema e desenvolvimento da solução e o outro à parte prática, de realização. Todas as etapas são executadas com o acompanhamento de um especialista (orientador) do SENAI.
Entre os projetos da graduação, o vencedor foi o responsável pela criação e fabricação de uma carenagem para um veículo que participará da Fórmula SAE, competição automotiva nacional promovida pela Sociedade dos Engenheiros Automotivos.
“É fascinante ver tudo que você aprendeu na teoria se realizando na prática. Aplicamos todo o conhecimento que estudamos no último semestre. Tivemos que nos dedicar bastante para tudo dar certo, mas valeu a pena”, comemorou Meniky Marla Santana, estudante do curso de Sistemas Automotivos.

Vencedores do Prêmio SENAI TheoPrax 2014 na modalidade graduação. No centro, Peter Eyerer, um dos criadores da metodologia. Foto: Arquivo FIEB.

Em ambas as modalidades, os três primeiros colocados ganharam medalha, certificado e prêmio em dinheiro – R mil para o primeiro colocado, R mil para o segundo e R mil para o terceiro.
O coordenador do Centro TheoPrax do SENAI Bahia, Augusto Araújo, explica que a iniciativa propõe um desafio para os estudantes e a recompensa vai muito além do dinheiro, da medalha e do certificado. “Neste ano foram mais de 500 projetos executados e mais de 80 empresas atendidas. Olha que grande oportunidade estes estudantes estão tendo, sobretudo de mostrar o seu talento para o mercado de trabalho”, explicou.
Consulte o resultado do Prêmio TheoPrax 2014

 


TheoPrax na Bahia, o Brasil a caminho do sucesso

3 adicionais workshops da TheoPrax serao realizados entre 17.11 a 20.11.2014 em Salvador, na Bahia.

3 weitere TheoPrax- Workshops fanden am 17.11 bis 20.11.2014 in Salvador de Bahia statt.

 

 


Pela 2a. vez o Premio TheoPrax Brasileiro foi concedido pelo CIMATEC.

Zum 2. Mal wurde am 21.11.2014 bei CIMATEC der brasilianische TheoPrax-Preis verliehen.

 


Salvador da Bahia, 30.9. a 7.10. 2012

Visita ao Centro TheoPrax em Salvador

De 30.9 a 07.10 de 2012, nós, Dörthe Krause e Prof. Dr. Peter Eyerer, estivemos em Salvador da Bahia para mais uma visita ao primeiro Centro TheoPrax brasileiro, coordenado por Greta Moreira e Adroaldo Doria. Fomos acompanhados todos os dias por Janaisa Viscardi, que traduziu tudo incansavelmente, para que uma comunicação eficiente com todos fosse possível.

Não poderíamos deixar de demonstrar nosso reconhecimento aos responsáveis pelas unidades Senai CIMATEC, Cetind, Dendezeiros, Feira de Santana, Ilhéus e também aos responsáveis pelo Sesi pelo desenvolvimento da integração da metodologia TheoPrax até o presente momento.

Os estudantes e seus professores apresentaram os resultados de alguns do projetos desenvolvidos, conversaram sobre as dificuldades na elaboração e execução dos projetos e sobre as diferenças de trabalho nas disciplinas PFC1 e PFC2. Nós, em contrapartida, tivemos a oportunidade de sugerir possíveis mudanças para melhorar e facilitar a implementação de toda a metodologia TheoPrax e os padrões necessários para isso. Os temas dos projetos desenvolvidos até agora abordaram questões tanto de clientes internos, mas também de parceiros externos - e este é o verdadeiro TheoPrax! Temas para novos projetos estão sendo discutidos.

Foi especialmente inspiradora para nós a recepção pelos alunos do Sesi, que nos mostraram a escola muito orgulhosos e engajados, tentando com sucesso se comunicarem em inglês e que, juntamente com seus professores, apresentaram os resultados de seus projetos.

O progresso dos trabalhos em Salvador e Ilhéus é admirável. Nós só podemos dar o mais alto reconhecimento aos responsáveis por essa tão rápida integração e pelo sucesso da metodologia TheoPrax na Bahia.
Esperamos poder voltar em breve para continuar fazendo parte dessa história de sucesso!

Dörthe Krause e Pedro Eyerer



Salvador, Bahia, 5 de março de 2012

No dia 5 de março de 2012, em evento comemorativo em Salvador, foi firmado o contrato visando a implementação do primeiro Centro TheoPrax no Brasil, pelo Presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, Sr. José de Freitas Mascarenhas, pelo Diretor Regional do SENAI-Bahia, Sr. Leone Peter C. S. Andrade, e por Dr. Schubert , da Fraunhofer Gesellschaft, pelo Diretor do Fraunhofer-Institut für Chemische Technologie, Prof. Dr.-Ing. Peter Elsner, pelo Diretor da Fundação TheoPrax, Prof. Dr.-Ing. Peter Eyerer, e pela Diretora do Centro TheoPrax, Sra. Dörthe Krause.

De forma realmente impressionante, alguns alunos e seus professores relataram suas experiências com seus primeiros projetos TheoPrax para os convidados presentes, entre eles o Sr. Osvaldo Barreto, Secretário de Educação do Estado da Bahia.

Esta história de sucesso já dura mais de cinco anos e teve com a assinatura desse contrato seu ponto alto.

Gostaríamos de dar os parabéns a todos os colaboradores envolvidos e a todas as pessoas que deram suporte, tanto em Salvador quanto na Alemanha, destacando especialmente o Sr. Luis Alberto Brêda Mascarenhas, cuja dedicação tornou nosso trabalho um prazer e um grande sucesso.
Estamos convencidos que, também no futuro, esta colaboração intensa e bem sucedida terá sua continuidade.

Dörthe Krause e Peter Eyerer

SENAI website: www.senai.fieb.org.br